quarta-feira, 31 de março de 2010

Mulheres no rock

Não deixa de me espantar a razão desproporcional entre homens e mulheres famosos no mundo da música, e no rock em particular.
São poucas as mulheres que conseguem estourar na mídia e ficar conhecidas, mas desde os primórdios do rock elas estão por aí, fazendo um som incrível.
Decidi partilhar com vocês alguns vídeos dessas mulheres pioneiras.
Prometo dedicar outra postagem a bandas brasileiras da atualidade, e aceito sugestões!

Começo com a maravilhosa Ruth Brown com a canção Mama He Treats Your Daughter Mean, gravação de 1955.
A primeira música que ouvi na voz dela foi This Little Girl is Gone-a-Rocking, que baixei porque curti o título e não me arrependi.




Wanda Jackson ganhou o título de Rainha do Rock. Ela tem músicas muito legais, mas algumas coisas são muito country pro meu gosto...
O vídeo abaixo é de 1958, música Hard Headed Woman.




Janis Martin, por sua vez, foi denominada "O Elvis Presley de Saia". Ela fez sucesso ainda adolescente, nos anos 50.
Infelizmente, uma série de circunstâncias (incluindo a dificuldade de marcar shows, porque se parte do público já considerava Elvis "indecente", o que não diriam de uma garota roqueira, mas em particular o fato de ter se casado e engravidado bastante nova) interrompeu sua carreira, e ela só voltou a subir nos palcos após os 50 anos de idade.
Não encontrei filmagens antigas, mas a montagem abaixo ficou bem razoável. A música chama-se Drugstore Rock'n'Roll.




Para encerrar, bem, vocês talvez saibam que está para ser lançado um filme sobre a banda dos anos 70 The Runaways.
Esta banda ficou conhecida como a primeira banda de rock formada por garotas, mas provavelmente é mais correto dizer que foram a primeira banda formada por garotas a fazer sucesso. Sua integrante mais famosa foi Joan Jett, que seguiu carreira solo e emplacou o clássico I Love Rock'n'Roll nos anos 80.
O filme tem Kristen Stewart (de Crepúsculo) no papel de Joan e uma Dakota Fanning mostrando que cresceu e não é mais uma "grande menina", interpretando Cherie Curie. Não vou fazer críticas ao filme antes de vê-lo, mas gostei do clipe de divulgação da música Cherry Bomb. Além de terem certa semelhança física com as personagens, as atrizes cantam mesmo, e até que se viram bem.
Quero ver! Infelizmente, parece que só estréia por aqui no final do ano...

Um comentário:

Graça disse...

Comecei a ver o seu blog apenas hoje e resolvi vê-lo desde o início. Muita boa a ideia de pesquisar um pouco o rock feminino. No Brasil, só me recordo dos nomes de Cely Campelo, nos anos 50, e Rita Lee, a partir dos anos 70. Dos Estados Unidos, não conhecia nenhuma. Valeu, a apresentação dessas. Por sinal, há no Estadão (4.6) uma reportagem sobre uma roqueira dos Estados Unidos. Que venham novas dicas.
Gáu